Ônibus de Curitiba aceitarão cartão de crédito contactless

É impossível dizer que os cartões de transporte público estão quase caducando, mas eles avançaram nessa direção: depois de medidas semelhantes nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, foi a vez de Curitiba.

Apartir de agora vai começar a aceitar cartões de crédito ou débito para o pagamento de passagens. Método (NFC). Serviços como Google Pay, Apple Pay e Samsung Pay também serão compatíveis.

O anúncio foi feito esta semana pela Urbanização de Curitiba (URBS), entidade que administra os serviços de transporte público na capital paranaense.

A proposta é muito simples: permitir que os usuários paguem pelo frete simplesmente segurando seu cartão de crédito ou débito próximo a um validador compatível (claro, desde que esses cartões sejam sem contato) sem ter que digitar uma senha.

Como alternativa aos cartões, por exemplo, desde que o aparelho seja integrado com Google Pay, Apple Pay ou Samsung Pay, os usuários podem usar o celular ou smartwatch para pagar à distância.

Para que esses métodos de pagamento sejam válidos, é necessário um validador específico. A URBS afirmou ter instalado 153 máquinas para esse fim, das quais 109 foram utilizadas como ponto de embarque e 44 em ônibus. Até este final de semana, 344 unidades serão instaladas.

A meta é instalar 2.093 validadores em ônibus, estações de metrô e prédios de terminais em até 120 dias após o lançamento efetivo do novo sistema.

Além de pagar taxas, esses dispositivos também facilitarão a integração gratuita entre as linhas (quando o usuário embarcar em outro ônibus dentro de um determinado intervalo de tempo, nenhuma nova taxa será exigida).

Para o URBS, o novo sistema também permitirá a criação de tarifas mais baratas para as saídas fora do horário de pico ou em determinados dias da semana (como feriados).

Para os usuários isentos de taxas, eles serão identificados por meio do sistema de reconhecimento facial: “Quando o usuário isento de impostos passar o cartão [transporte] na porta giratória, o sistema irá capturar três fotos.

Em seguida, use as fotos do sistema tiradas quando o cartão foi emitido para identificá-los Processamento e verificação “, explicou URBS.

Deixe um comentário